A Convenção de Circo do Atlântico é um novo projecto da 9’Circos, que de acordo com os seus ideais e linhas de pensamento criou este evento de circo apoiando-se em 4 pontos fundamentais:
 

  • Converter a ilha de São Miguel num ponto de reunião e exibição de diferentes artistas circenses tanto a nível local, nacional e            acional,num cenário natural incomparável, com o objectivo de ser uma referência anual no circuito circense mundial. Por um lado, queremos dar visibilidade internacional  à região, apresentar a nossa Ilha e Cultura, por outro lado trazer até nós a melhor selecção de artistas circenses

 

  • Dotar a convenção de máxima flexibilidade para o público. Com carácter nómada, as diferentes actividades serão realizadas em diferentes pontos da Ilha, dando assim a possibilidade ao público de realizar um evento  à sua medida durante os 10 dias que dura a Convenção.

  • Difundir o mundo do circo através da participação activa do publico. Na CCA o publico não só disfrutará de diferentes espectáculos, mas poderá também realizar workshops, participar no dia do Circo em Família, onde de uma forma activa irá aprender com os artistas que viu actuar em palco. Aproximando-se assim do mundo do espectáculo, todas as pessoas interessadas independentemente da sua formação, idade e conhecimento.

 

  • Dar visibilidade ao conceito de Circo Social, mostrando todo o potencial do Circo, não só como uma actividade física e lúdica, mas também como uma poderosa ferramenta de transformação e benefício social.

news2.jpg
3cec0a_56297c5185a3447392539bef63256439_

A 9'Circos através do seu Vice-Presidente, eleito representante de Portugal, é membro ativo da Associação Europeia de Malabarismo –EJA – responsável pela organização da Convenção Europeia de Malabarismo – EJC – que ocorre anual e ininterruptamente desde 1978.

 

Nos últimos 5 anos este evento recebeu mais de 25.000 participantes oriundos de mais de 45 países: um deles foi o co-fundador da 9'Circos que tem marcado presença em todas as convenções desde 2013 excluindo-se, infelizmente, o ano transato por falta de recursos financeiros próprios.

 

O evento, que tem a duração de 8 dias e conta com milhares de participantes, recebe dezenas de workshops, palestras e espetáculos e nunca ocorreu em Portugal; pela primeira vez, os Açores foram aprovados pela Associação Europeia de Malabarismo como anfitrião da 41ª Edição da Convenção Europeia de Malabarismo e o evento realizou-se na cidade da Ribeira Grande, no Pavilhão da Associação Agrícola de São Miguel, entre os dias 28 de Julho e 5 de Agosto de 2018.